Podem incomodar, mas tentar livrar-se deles pode acabar por prejudicar o estado geral da sua pele.



Quando os poros ficam obstruídos com pele morta, gordura e sujidade que a nossa pele vai apanhando, ficamos com pontos negros.

Geralmente os pontos negros são visíveis ao perto e têm até um ligeiro relevo, o que faz com que quem os tem não goste nada deles e faça vários esforços para se livrar deles, limpando os poros.

No entanto, como destaca o Express.co.uk, os poros têm um mecanismo próprio natural para se limparem – pode é não ser tão rápido como desejaria – e, por isso, tentar limpá-los ‘à força’ pode ter um impacto negativo na pele.

Michael Freeman, dermatologista e professor na Universidade Bond, na Austrália, contou no site The Conversation que nunca se devem espremer os pontos negros, pois isso pode fazer com que as glândulas de gordura se rompam e regressem à pele. Em vez disso, o especialista aconselha a usar produtos com vitamina A, pois esta impede que a pele feche os poros obstruídos e que as glândulas sebáceas fiquem bloqueadas.

Já tentar limpar os poros com vapor pode, segundo o que o especialista adverte, desencadear um problema de pele conhecido como rosácea. Isto porque este tipo de tratamento pode dilatar os vasos sanguíneos e desencadear a rosácea nas pessoas mais propensas a isto (especialmente nas pessoas com mais de 30 anos), provocando vermelhidão na pele do nariz, das bochechas e da testa.

Usar um escova facial para lavar o rosto pode ajudar, mas também traz o risco de alguns poros incharem devido à irritação e agravando ainda mais o bloqueio dos poros. Já as tiras de poros e as populares máscaras pretas podem remover o conteúdo dos poros de forma mais eficaz, mas deixam a pele muito sensível, pelo que não devem ser usadas com muita frequência.

IN:NM