Ainda não tomou a vacina contra a gripe? Então é tempo de saber porque é que a deve tomar o quanto antes e não esperar para o inverno.

Apesar de os especialistas dizerem que a vacinação é uma das melhores medidas que pode tomar todos os anos e que o protege de sintomas da gripe como febre, calafrios, tosse, espirros e nariz a pingar, a verdade é que ainda são poucas as pessoas que tomam a vacina contra a gripe todos os anos.

Se ainda não decidiu ir tomar a vacina, a está a adiar para o inverno ou defende que é daquelas pessoas que nunca fica com gripe, há alguns benefícios de fazer esta vacina que precisa de conhecer. A revista destacou as sete boas razões para não adiar a toma da vacina contra a gripe:

Vai reduzir o seu risco de gripe em cerca de 50%. Sim, a vacina não elimina a possibilidade de poder apanhar e desenvolver a gripe, mas reduz para metade essa probabilidade, segundo um estudo norte-americano.

Os seus familiares e amigos também ficam protegidos. Fazer a vacinação não é só uma medida para proteger a sua saúde, pois também protege a saúde dos que estão à sua volta.

Não põe a sua vida em risco. Muitas pessoas consideram a gripe desagradável, mas relativamente inofensiva. No entanto, só nos Estados Unidos estima-se que todos os anos 140 mil a 710 mil internamentos estão relacionados com o vírus influenza e que este vírus da gripe seja responsável por 12 mil a 56 mil mortes. Geralmente os casos fatais devem-se a gripes que evoluíram para pneumonia, desidratação e agravamento de outros problemas de saúde.

Poupa dinheiro. Apesar de a manutenção da saúde ser o mais importante e trazer despesas, ficar doente afeta muito mais a carteira. Há que pagar as taxas de um consulta com o médico e depois é preciso pagar na farmácia os medicamentos receitados, o que no caso da gripe pode chegar facilmente aos 30 euros. Estar protegido contra a gripe, no fundo ajuda-o a poupar a sua saúde e a sua carteira.

Fica protegido durante meses. Deve-se tomar a vacina contra a gripe antes que o vírus influenza comece a circular pela sua comunidade, portanto outubro é uma boa altura para o fazer.

É muito acessível. Muitas pessoas podem ter acesso à vacina de forma gratuita (aqui pode ver a lista das pessoas abrangidas nessa lista), as outras podem comprá-la na farmácia, com receita médica, válida até 31 de dezembro de 2017, e comparticipada a 37%. A vacina pode ser tomada nos centros de saúde.

IN:NM